Argumente o quanto quiser, alguns sites são absolutamente terríveis nos quesitos design, usabilidade, arquitetura de informações e funcionalidades. A partir de uma lista publicada no NN Group, mudamos alguns itens a partir de nossas experiências e consolidamos uma lista com os 10 piores (e mais comuns) erros em websites. Certifique-se de mantê-la em seus favoritos antes da criação de qualquer ambiente online!

1. Busca pobre
Quem nunca passou por isso? Você entra em um site que você sabe que provavelmente tenha a informação, e quando digita o termo na busca, puft. Por um erro de digitação, ou falta de cadastro de plurais você tem que buscar de novo. Irritante o suficiente?

É pior ainda quando aparecem vários documentos… categorizados por quantidade de palavras da busca, e não por relevância, o que te obriga a passar página a página buscando o tal documento. A dica é para pensar na usabilidade.

Sempre enfatizamos a importância da usabilidade para o usuário final, pois um pouco mais de tempo gasto nesse quesito é capaz de reduzir custos futuros e aumentar lucros. Vale a pena um investimento um pouco maior em um sistema de busca poderoso para uma intranet, por exemplo.

2. Não pensar em SEO

Aproveitando o assunto “Busca”, como você é encontrado pelos buscadores online?

Já viu qual seu posicionamento no Google e Bing? Como eles entendem seu site? É a mesma maneira que você gostaria?

Ao criar seu ambiente internet é importante pensar no processo de indexação dele pelos diversos buscadores, e otimizar seu site para garantir que seu ele seja encontrado pelo seu público alvo. Essa tarefa tem um nome: SEO, ou search engine optimization, e é composta por várias atividades que facilitam a leitura de seu site pelo Google.

Vale dar uma pesquisada antes de começar qualquer projeto internet, ou para atualizar seu antigo portal.

3. Usabilidade mal alinhada com o público
Erro Website

Tirando algumas raras exceções, não existe uma usabilidade ruim, e sim não alinhada com o usuário final. Sempre tocamos na importância da usabilidade. E não é a toa. Muitas vezes ela pode decider quem fica ou não no seu website. Uma usabilidade não alinhada pode trazer grandes prejuízos as vendas.

Antes de colocar o site no ar, ou para analisar a atual usabilidade se pergunte:

• Qual é o público de meu website?
• Como ele se comportaria nessa nova estrutura?
• Eu testei a arquitetura de informação e design com usuários inseridos na mesma realidade de meu usuário final?
• Como está minha geração de leads? Ela poderia estar melhor? Como a usabilidade pode ajudar nisso?

E a melhor dica que podemos dar: Teste. Teste mais um pouco e outras vezes mais. Nesse processo você ainda é capaz de gerar um novo padrão de geração de leads?

4. Pouco investimento em layout

Ok, o usuário conseguiu chegar a seu site. Vitória!

Ou não… Se sua empresa não transmitir confiança e não parecer atender as necessidades do usuário, as chances dele partir são enormes. O site hoje em dia é como um cartão de visitas, e aposto que você não entrega um cartão escrito à mão e em folha A4 não é? Então não faça o mesmo com seu site, invista no layout!

Pense em quantas vezes você já não fez alguma compra ou desconsiderou uma concorrência por não confiar em uma empresa depois de ver o site dela. Chato não?

Lembre-se disso ao construir seu site.

5. Texto mal escrito

Você sabe qual a necessidade de seu público ao entrar em um site? Sabe mesmo?

Todos os usuários entram em sites com algum objetivo: Seja uma informação ou uma compra. O maior erro de um portal é não ser capaz de transmitir uma informação para seus usuários, e a maneira que um texto é escrito colabora bastante para isso.

Um texto limpo, bem amarrado e com objetivos claros transmite uma sensação de confiança e transparência, enquanto um texto mal escrito passa uma impressão de displicência, e falta de profissionalismo. Ao criar um novo conteúdo, pense sempre:

• Quem é meu público leitor?
• O que meu público busca ao entrar em cada página do meu site?
• Quais são as dúvidas que eles buscam sanar?
• Qual a melhor maneira de expor meu ponto de vista?
• Qual a linguagem?

6. Não ter editor de conteúdo

Editores de conteúdo são plataformas capazes criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo de forma organizada, que oferecem grande facilidade para sua modificação, sem precisar de uma equipe técnica para realizar as modificações.

É claro que você não vai ser capaz de mexer em todas as funcionalidades, customizar o site inteiro sem um treinamento, mas definitivamente a parte de conteúdo não será um problema. Com isso, seu custo para manutenção reduz consideravelmente, e você não precisará de um time técnico a cada passo, o que te deixa mais livre para incluir sempre novos conteúdos no site.

7. Falta de planejamento em usabilidade

Como seus usuários encontram seus conteúdos no site? Como eles entendem a navegação? Eles conseguem encontrar, no seu site, as informações que eles estão buscando?

Depois de criar conteúdo de qualidade, certificar-se de que será bem indexado pelos buscadores, e coloca-lo em um layout moderno e agradável, você precisa garantir que os usuários consigam encontrar as informações buscadas de maneira simples e intuitiva. Sem um esforço especial para usabilidade, o site não performa bem.

8. Mobile

Já comentamos nesse post sobre o enorme crescimento de acessos por meio de dispositivos móveis, e o principal: A resistência dos clientes em contratar quem ainda não otimizou seu site. O comportamento é muito simples: Se o site não comporta visualização por dispositivos móveis, é só trocar o fornecedor. E você não quer passar por isso, certo?

9. Crossbrowser

Com a enorme quantidade de browsers disponíveis atualmente, é imprescindível que seu site fique exatamente igual em todos. Os principais são Internet Explorer, Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera e safari (apesar dos dois últimos dois estarem diminuindo ultimamente) então, minimamente, seu site deve atender aos 5 da mesma forma.

10. Mídias sociais

Sua empresa tem mídias sociais, imagino eu. Então é importante instalar plug-ins em seu site para que seus usuários sejam capazes de encontra-los em qualquer lugar, além de receber conteúdos periodicamente de sua empresa. Não disponibilizar botões de seguir, compartilhar, curtir, são oportunidades perdidas para sua empresa.