8 dicas de marketing de baixo custo para superar a crise

Dando continuidade na série de posts ”Como superar a crise em 2016”, vimos como a palavra crise foi escutada e vivenciada no ano de 2015. Em 2016, a saga da economia negativa irá continuar e motivos não faltam: alta do dólar, aumento nas taxas e juros, aumento no índice de desemprego e por aí vai.

Diante desta nova realidade, surge a dúvida: como conquistar novos clientes e retomar as vendas em momentos de crise? Se você acha que reduzir ou simplesmente cortar os investimentos em marketing irá solucionar o problema, você pode estar enganado. Afinal, para conquistar novos clientes (e manter a sua carteira), é necessário se diferenciar no mercado. Sendo assim, é fundamental planejar uma boa estratégia de marketing, estar atento ao cenário mercadológico e também as ações dos seus principais concorrentes.

Por este motivo, separamos 8 dicas de marketing de baixo custo que irão ajudar você na hora de planejar e criar as estratégias de marketing para o seu negócio, e ainda, dar um ”chega pra lá” na crise. Vamos conferir?

1) Antes de tudo, tenha um planejamento de marketing e defina metas

Antes de cortar qualquer investimento (ou realizar um novo), defina claramente quais são os seus objetivos de marketing e defina metas que você consiga medir. Se você pretende conquistar novos clientes, manter os clientes atuais, em quanto tempo, etc. Faça um levantamento de todos os investimentos que você faz hoje em dia e avalie se estão trazendo o resultado esperado ou se podem ser otimizados. Com base nisso, defina um planejamento que possa ser seguido sem interrupções, mesmo que isso represente menos verba. E não esqueça: documente a sua estratégia sempre!

2) Troque grandes investimentos em mídia de massa por pequenos investimentos focados em públicos específicos

Se sua empresa tem o hábito de anunciar em jornais ou veículos de grande circulação (mídia tradicional), uma ótima opção no momento atual é rever sua estratégia e focar em pequenos nichos de mercado. Estude o perfil dos seus clientes nos últimos meses e veja quem mais se interessou por seu produto ou serviço, de onde estas pessoas vieram (localização) e o que elas possuem em comum (interesses). Baseado nestas informações, defina pequenos nichos e crie comunicação focada neles. Falando em um tom e linguagem mais específica de cada público-alvo, ele tende a se identificar mais com sua empresa e o seu resultado tende a ser melhor, com um custo menor.

3) Economize na hora de produzir materiais e veicular mídia

Em vez de cotar diretamente com fornecedores como gráficas e veículos de comunicação, conte com o suporte de uma agência de publicidade, marketing ou bureau de mídia para poder reduzir custos. Devido ao grande volume que negociam, agências quase sempre consegue garantir melhores preços para os clientes na produção de materiais e mídia.

4) Use mais as redes sociais

Uma ótima forma de conquistar a atenção, manter contato com clientes e até mesmo gerar leads,  é através das redes sociais. Use-as, mas não abuse! O principal é manter um bom relacionamento com o seu público, oferecendo informação que seja útil e relevante para ele e não somente divulgar produtos e serviços da sua empresa. Tenha uma linha editorial definida, crie posts com regularidade e fique assim sempre em evidência para o potencial cliente. Pesquisas apontam que pessoas que “curtem” ou “seguem” marcas nas redes sociais tendem a consumir delas muito mais do que de marcas que não acompanham. Para saber mais sobre os canais sociais e como escolher a melhor para o seu negócio, baixe o nosso e-book Marketing para Redes Sociais.

5) Otimize seu site para aparecer mais nos mecanismos de busca (Google)

Através de uma estratégia de SEO (otimização para mecanismos de busca), sua empresa fica melhor posicionada no Google podendo aparecer nos primeiros resultados quando alguém busca por determinado termo. Apesar de não ser nenhuma novidade, muitas empresas ignoram esta estratégia que é de grande utilidade – não só nas citações ao nome da empresa, mas também nas citações de produtos e serviços que ela possui. Ainda neste ponto, cabe ressaltar que o Google alterou recentemente seu algoritmo de busca para priorizar sites que sejam adaptados para dispositivos móveis como celulares e tablets (saiba mais sobre SEO com o nosso guia 25 coisas que não podem faltar no seu website).

6) Reforce sua presença digital

Além de ser mais eficaz para atingir públicos específicos, com alto grau de segmentação, campanhas de marketing digital (Google Adwords, Facebook Ads, Twitter Ads, entre outras) também possuem custo menor se comparadas com outras mídias. Aproveite para otimizar seus investimentos e se fazer presente onde o seu cliente está. Mas não se esqueça: antes investir em publicidade online, tenha um bom site, focado na usabilidade e na experiência do usuário, e preferencialmente, preparado corretamente para receber os novos visitantes (em especial os que virão pelo smartphone/tablet).

7) Retrabalhe sua própria base de clientes atuais

Muitas empresas não fazem uso de uma riqueza que possuem: a lista própria de clientes. Oferecer um produto novo, um upgrade de categoria ou um serviço agregado a alguém que já conhece a sua marca e já possui um laço com você pode ser muito mais eficaz (e mais barato) do que garimpar um cliente novo. Como já dizia o célebre consultor de marketing norte-americano Philip Kotler: “conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais que manter um atual”. Em momentos de crise, consultar a sua lista de clientes pode lhe fazer enxergar diversas oportunidades e, quanto mais você conhece os seus clientes, melhor sabe que produto ou serviço é mais adequado a ele em determinado momento. Fazendo uma ligação ou disparando um e-mail personalizado, você pode garantir receita nova com um cliente antigo.

8) Crie novos canais de comunicação e atendimento

O consumidor muda o tempo todo e as empresas devem mudar com ele. Fique atento ao perfil do seu público-alvo e crie canais de comunicação de acordo com suas preferências e necessidades. Hoje, por exemplo, muitas pessoas preferem entrar em contato com uma construtora através do WhatsApp a qualquer hora para perguntar sobre um imóvel do que ligar dentro do horário comercial para a empresa. Esteja atento a todas as possibilidades e pontos de comunicação para não perder vendas.

Falando em vendas, um ponto muito importante que vale a pena destacar é: antes de vender, você tem que saber onde e como investir, não é mesmo? Baixe a nossa calculadora de ROI e saiba como calcular o retorno sobre os seus investimentos.

Este conteúdo foi útil pra você? Deixe seu comentário e aproveite para compartilhar.



Feedback