Mais do que focar em alguns chavões, o Agile marketing deve ser sobre aumentar a conexão com clientes e prospects, gerando mais valor em um ritmo mais rápido em alinhamento com a estratégia da Marca.

Agile tornou-se uma parte normal do discurso corporativo. Várias empresas, desde grandes corporações a startups, adotaram-no como uma ferramenta e estrutura para lidar com a incerteza, mudando as necessidades dos consumidores e para se defender da concorrência. 

Longe de ser uma moda, o Agile é um método muito eficaz para melhorar e aumentar a produção das equipes, mantê-las mais focadas no cliente e quebrar silos para gerar mais valor. Acima de tudo, o Agile um conjunto de metodologias ágeis, organizado por desenvolvedores de softwares, para mudar a forma como o software foi criado.

O manifesto ágil diz que: 

Estamos descobrindo melhores formas de desenvolvimento de software fazendo isso, e ajudando os outros a fazê-lo. Através deste trabalho chegamos a valorizar: 

  • Indivíduos e interações sobre processos e ferramentas. 
  • Software de trabalho sobre documentação abrangente. 
  • Colaboração do cliente sobre negociação de contrato. 
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.
 

Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda. 

Fonte: Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software

Grandes e pequenas empresas fazem o uso de Agile, sem distinção, todos podem utilizar. Na Math Marketing por exemplo, adotamos desde o nascimento. Sendo o subsidiário de uma empresa de TI, o Agile faz parte do nosso DNA. Ou seja, Adotar uma forma mais ágil de gerenciar suas equipes de marketing é fundamental. 

 

Estratégia de Agile Marketing

Agile Marketing, Ranking de crescimento e Desempenho de marketing 

 

O desafio do Agile marketing é adaptar uma estrutura para o desenvolvimento de software a um novo contexto. Marketing não é o mesmo que software. Diferentes habilidades, objetivos e perfis dificultam a adaptação e seguir cegamente o método sem levar em conta as diferenças só criará entropia. 

Assuntos como Ranking de Crescimento e Desempenho de Marketing Growth Hacking, embora inspirados na metodologia ágil, não oferecem uma estrutura abrangente para o planejamento e a execução de marketing em larga escala. Infelizmente, esses conceitos são por vezes usados de forma intercambiável, quase como sinônimos, mesmo que não sejam, o que aumenta a confusão. 

Agile Marketing – É tudo sobre marketing 

De acordo com a Associação Americana de Marketing

“Marketing é a atividade, o conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, entregar e trocar ofertas que têm valor para clientes, parceiros e a sociedade em geral.” 

Portanto, o Marketing Ágil, como também é conhecido no Brasil, é um novo método para entregar essa troca. Ele deve, acima de tudo, se concentrar no relacionamento entre a empresa e seus clientes. Tentando novas maneiras de facilitar a troca entre as partes. Uma análise da Mckinsey mostra que avançar para o Agile marketing pode gerar 5-15% mais crescimento, reduzindo 10-30% dos custos. 

O que é Desempenho de Marketing? 

The Interactive Advertising Bureau define Desempenho de Marketing como: 

“A intenção da campanha é impulsionar a ação do consumidor, em vez de aumentar a conscientização. 
A causa e o efeito entre a publicidade e a ação dos consumidores podem ser claramente medidos. 
O comprador pode otimizar sua compra em tempo real ou quase real com base na medição. 
Em muitos casos, o pagamento é feito com base na ação do consumidor (isso não é necessário se os outros três critérios forem cumpridos)” 

O que é Ranking de Crescimento? 

Ranking de crescimento tem uma definição mais fluida, mas a definição original, por Sean Ellis

“Um growth hacker é uma pessoa cujo verdadeiro norte é o crescimento. Tudo o que ele faz é examinado pelo seu potencial impacto no crescimento escalável. O posicionamento é importante? Só se for possível argumentar que é importante para impulsionar o crescimento sustentável” 

O Agile Marketing deve focar em: 

 
  • Equipes integradas e multidisciplinares: 

 Este é bem direto do playbook ágil. Uma equipe Agile precisa ter todos os recursos essenciais necessários para criar, lançar e medir as comunicações. 

Se você é um e-commerce, Creative, Analytics, CRM, planejamento de mídia, SEO e CRO deveria estar no seu time. Talvez a tarifação, se você planeja fazer várias promoções, descontos ou alterar seu ticket médio. Se você é uma empresa B2B, talvez eventos e PR (relações públicas) devem fazer parte da equipe. 

O ponto é, as equipes devem ser capazes de desenvolver completamente todas as etapas de uma campanha para que consiga atingir os resultados esperados.   

  • Decisões baseadas em dados:

Historicamente, muito sobre o marketing e comunicação têm sido sobre sensações instintivas, “gênio criativo” e conjecturas. Não estamos defendendo contra a intuição, na verdade, o oposto; acreditamos que a intuição de marketing deve ser seguida por dados. 

A análise das ações de marketing devem ser a base de uma equipe de Agile marketing e a análise deve ser a estrutura sobre o aumento de seus impactos nos negócios. Os dados podem e devem ser a base dessa estratégia, utilizem big data ao seu favor!

  • Autonomia para decidir, aprovar e lançar:

Para serem ágeis, as equipes devem ter um alto nível de autonomia em relação às campanhas que criam. 

Processos de aprovação longos e burocracia corporativa podem cada vez mais matar o desempenho. Isso significa que áreas como a jurídica, devem ser envolvidas no processo e, às vezes, até mesmo ser um membro da equipe. A imagem da marca deve funcionar como uma estrutura estratégica para ajudar a direcionar o processo de tomada de decisão e dar as diretrizes em que as equipes podem operar. 

  • Descoberta e teste de clientes: 

Tudo o que uma equipe de Agile marketing faz deve ser baseado em testes. Com as ferramentas digitais atuais disponíveis, é fácil testar e melhorar em cada ponto da jornada. Mas não só lá, testando arremessos de vendas, roteiros de centro de contato ou o famoso teste a / b. A importante ressalva é que o objetivo dos testes não é apenas melhorar o desempenho. 

Os testes devem melhorar a sua compreensão sobre seus clientes e suas necessidades, a fim de refinar a segmentação em torno de características mais específicas e permitir comunicações ainda mais personalizadas. 

  • Apoiado por planejamento de longo prazo: 

O planejamento não é inimigo do Agile. É aqui que divergimos da norma da discussão. Uma equipe de Agile marketing precisa estar conectada com uma estratégia da empresa. As equipes não devem ser capazes de acompanhar os dados onde quer que eles sejam levados, adaptando suas mensagens e anúncios exclusivamente com base nas respostas dos clientes.

 A estratégia geral da empresa tem que ser a diretriz. Além disso, ao construir sprint backlogs , as equipes devem ter uma visão de médio a longo prazo dos principais marcos adiante (geralmente, para um planejamento geral de 90 dias para o backlog) a fim de planejar campanhas maiores e integradas e incorporar disciplinas como TV, eventos e comércio que levam mais tempo para se desenvolver. 

  • Adaptação além de apenas seguir o plano: 

Dito isto, o planejamento é uma bússola e não uma linha de trem. As equipes devem ser capazes de adaptar o plano a eventos no terreno, quer para responder a novas contribuições, quer para enfrentar novas oportunidades. 

  • Estruturados em torno de clientes, não produtos ou objetivos: 

Esse é outro tópico controverso. Muitas equipes de Agile marketing são organizadas em torno de produtos/serviços. Acreditamos que é muito melhor organizar equipes em torno de grupos de clientes ou segmentos. Se a ideia é fazer a descoberta do cliente, organizar em torno de segmentos do cliente pode melhor organizar os impactos. 

Os benefícios do Marketing Ágil

 

O Agile Marketing é uma nova forma de organizar o fluxo de trabalho de marketing. A ideia é nos libertarmos do plano de marketing anual e dos silos da empresa para responder mais rapidamente às demandas e oportunidades do mercado, a fim de diminuir os custos e melhorar o desempenho. 

Como um quadro, não é para ser aplicado sem uma compreensão consciente das especificidades de cada empresa e mercado. É preciso disciplina, liderança e compromisso para fazê-lo funcionar. 

É preciso prática e torna-se melhor com o tempo. No entanto, aplicar cegamente o método sem pensamento crítico é a chave para o fracasso. Mais do que focar em alguns chavões e conceitos, adotar o Agile marketing deve ser aumentar a conexão com clientes e prospects, gerando mais valor em um ritmo mais rápido em alinhamento com a estratégia da Marca.