Descubra qual rede social é a melhor para sua empresa

Então você está criando um plano para posicionar sua empresa na internet. Já organizou todos os dados estratégicos necessários para a criação de um site que atenda ao perfil de seu usuário e potencialize ao máximo a geração de leads. E agora chegou a hora de criar as bases de sua empresa nas redes sociais.

De repente você se encontra neste terreno confuso da social media. Nessa hora, é comum surgirem diversos questionamentos: afinal de contas, qual devo adotar? Em que parâmetros devo me basear na escolha? Devo fazer uso de mais de uma rede?

A “resposta” para as três perguntas é a mesma: depende.

Isso mesmo. Não há uma fórmula correta de utilização das redes sociais para um posicionamento correto de sua empresa. Trata-se de uma equação com diversas variáveis, como o perfil da marca, perfil do usuário, o tipo de conteúdo pretendido, entre outros.

As principais

No momento de escolha das redes que mais se adequam a seu perfil, você certamente vai se deparar com as quatro principais: Linkedin, Facebook, Twitter e Google+. Cada uma delas tem características e funções bem distintas entre si. Veja, resumidamente, o que cada uma tem a oferecer e sob quais condições:

Linkedin (187 milhões de usuários ativos mensalmente, 25 milhões no Brasil): a ferramenta definitiva para networking. Uma das primeiras que vem à cabeça quando o assunto é posicionamento institucional em redes sociais. Ótimo para posicionar sua marca entre outros profissionais. Nem tão boa para engajar usuários ocasionais.

Facebook (1,28 bilhão de usuários no mundo, 99 milhões no Brasil) praticamente sinônimo de “rede social” hoje em dia. Só a amplitude de usuários ativos no Facebook já é um bom motivo para fazer-se presente em sua plataforma. O Facebook é uma ferramenta brilhante para posicionar e trabalhar a imagem de sua empresa, mas pouco efetiva na realização imediata de vendas.

Twitter (255 milhões de usuários no mundo, 33 milhões de contas no Brasil): Ágil e versátil, em seus famosos 140 caracteres por publicação, o Twitter permite fomentar o interesse dos usuários com fotos, vídeos, quizes, entre outros. Os posts devem ter um caráter instantâneo, de utilidade e novidade. Além disso, proporciona uma boa plataforma de interação com o público em geral.

Google+ (540 milhões de usuários ativos no mundo): A utilização do Google+ pode otimizar bastante sua estratégia SEO, alavancando suas publicações nas buscas do Google. Além disso, pelo formato semelhante, a produção de conteúdo para a plataforma pode ser associada a do Facebook, facilitando a operação.

E para imagens: Instagram ou Pinterest?

Se o perfil de sua empresa demanda um posicionamento fortemente imagético, ao menos essas duas redes sociais atenderão a suas necessidades. Com formatos e utilidades distintas, Instagram e Pinterest devem se adaptar ao que você precisa. Veja como funcionam:

Instagram ( milhões de usuários no mundo, 29 milhões no Brasil): ferramenta majoritariamente mobile. O Instagram exige certa sensibilidade na utilização. Conheça bem seu público-alvo e publique em consonância a ele. A partir do momento em que o engajamento é criado, trata-se de uma plataforma brilhante para mostrar produtos e enriquecer a identidade da marca.

Pinterest (40 milhões de usuários no mundo): Plataforma que permite ao usuário criar murais dedicados a temas de seu interesse. Proporciona um trabalho de nicho mais aprimorado por parte das empresas, mas, consequentemente, é ligeiramente restrito. Após entrar no “mapa de interesses” do usuário, porém, o engajamento é bastante forte.

Outros:

Há ainda outras plataformas sociais que permitem compartilhamento de material útil para imagem de sua empresa, veja alguns:

YouTube: A plataforma permite o armazenamento relativamente simplificado de vídeos e é compatível com praticamente todas as outras redes sociais. Comunicar-se com seu público através de vídeos exige um esforço e custo um pouco maiores, mas torna a comunicação mais eficiente. Explorar a experiência dos seus produtos no formato de vídeo, cria um vínculo sensorial que só é superado pela experiência ao vivo.

Tumblr: Assim como o Pinterest, o Tumblr é caracterizado pela utilização em nicho. Porém, também oferece alto nível de engajamento por parte dos usuários seguidores.

Para além dos números:

Mais do que escolher em qual rede social se posicionar baseado no número de usuários ativos nela, você deve analisar os dados contextuais que atribuem a ela o caráter mais adequado a seu perfil. Para isso, Kevan Lee – diretor de marketing do Buffer – sugere quatro questionamentos:

  • Será que mais usuários não significará mais concorrência por atenção?
  • Seus consumidores estão na rede?
  • Essa rede é adequada ao seu demográfico?
  • Sua indústria se faz presente nela?

Para ajudar na resposta a estes questionamentos, Jayson DeMers, fundador e CEO da AudienceBloom, separa as redes sociais em sete diferentes tipos, cada um com suas características. Veja:

Redes de conteúdo geral: Twitter e Facebook

Redes baseadas em imagem: Pinterest, Instagram e Tumblr

Redes de vídeo: YouTube e Vimeo

Redes para Seo: Google+

Redes de localização: Foursquare e Yelp

Redes de nicho: Reddit

Estas foram algumas dicas e informações importantes para você escolher o seu modelo de posicionamento em redes sociais. Quer saber mais sobre como gerar leads na internet?

Sem comentários

Deixe seu comentário

Quer saber se sua empresa tem maturidade digital para competir?

SOLICITE SUA AVALIAÇÃO AGORA!