Você já conhece os novos formatos de anúncio do LinkedIn?

O mercado digital está vivendo um momento de grande efervescência de formatos, possibilidades de segmentação e otimização de performance para quem compra e vende mídia.

Um grande exemplo desse fenômeno é o LinkedIn. A maior rede social com foco em networking profissional do mundo já conta com mais de 500 milhões de usuários globalmente, mas nem por isso parou de inovar.

E o ano de 2018 marca uma série de novidades na plataforma, com o lançamento de novos formatos de anúncio, que alinhados à uma estratégia robusta, prometem atingir o seu público alvo de maneira assertiva com o objetivo de converter novos leads e aquecer o seu departamento de geração de demanda.

Pronto para conhecer os novos formatos?

Formulário de geração de leads para InMail

Você conhece o formato de InMail do LinkedIn? Uma das opções de anúncio da plataforma, esse recurso permite que você envie uma mensagem para outro usuário que você não tem na sua rede de conexões.

Com base nos objetivos do seu negócio, é possível segmentar o público e em cima disso o LinkedIn gera uma lista de contatos com essas preferências para atingir um mailling com e-mails que custam R$ 1,00 real por envio.

*É importante ressaltar que após a ação, você só pode abordar esse público novamente depois de 3 meses, então é necessário ser cuidadoso na hora de montar a sua estratégia.

Com isso em mente, o LinkedIn turbinou esse formato e fez uma integração com a solução de formulários para geração de leads (Lead Gen forms) com o objetivo de oferecer campos pré assinalados pelo usuário, facilitando a ação de conversão também via InMail.

Dynamic Ads

Uma nova alternativa frente ao display tradicional, o Dynamic Ads cria anúncios com a finalidade de gerar downloads de conteúdo direto no LinkedIn.

Com possibilidade de personalização da foto do usuário, bem como algumas informações relacionadas ao seu perfil, é possível aumentar o tráfego e a relevância do seu site com cliques diretos na sua página.

Vídeo Ads

O formato mais famoso do LinkedIn é o Sponsored Content. Um anúncio nativo comum, bastante parecido com o que existe disponível do Facebook, esse formato se apoia nas fortes capacidades de segmentação da plataforma para atingir a sua meta de campanha, segmentar o público certo, envolvê-lo através de um bom conteúdo e depois acompanhar a performance otimizando o impacto dentro da parcela de sua audiência.

Pois bem. Apesar de bastante completo, um dos pedidos, tanto de quem compra quanto de quem vende mídia, era que esse formato conseguisse agregar vídeos nativos para promoção na rede social.

Foi pensando nisso que eles lançaram os Vídeo Ads. Formato de anúncios responsivo, tanto para mobile quanto para desktop, agora é possível engajar o seu público com vídeos para Sponsored Content com o intuito de explorar uma linguagem áudio visual das soluções que sua empresa pode oferece ao mercado.

Carousel Ads

Ainda apoiado na solução de Sponsored Content, o LinkedIn oferece também um carousel integrado a esse modelo. Uma opção que fortalece os parâmetros de engajamento do Sponsored Content, o carrossel promete um deep dive mais completo por parte do usuário quando impactado por estímulos na plataforma.

Immersive Ads

Como foi visto nos tópicos abordados acima, o LinkedIn está muito focado em otimizar a UX do usuário para publicidade nativa. Seja com um vídeo ou com o Dynamic Ads, fica claro como essas novidades buscam uma maior imersão do usuário, um elemento que acelera o processo de conversão e que também ajuda a qualificar os leads.

Foi com isso em mente que surgiu os Immersive Ads. Modalidade baseada no conceito de Story Telling, esse recurso ajuda as marcas a contarem histórias e promoverem uma captura de leads por meio de anúncios responsivos para mobile com landing pages nativas.

Cada uma dessas novas opções de atração apresenta particularidades muito interessantes e que podem ajudar o seu negócio a abordar o público certo no momento mais propício da jornada de compra.

Toda estratégia de Advertising é baseada em gerar receita e aumentar o engajamento do cliente. Se isso não é seu foco, melhor repensar a maneira de ver suas mídias. Para uma boa performance da sua empresa, não é preciso investir milhões, mas sim investir certo.

Para saber se sua marca é madura o suficiente para operar com um viés focado em performance digital, conheça o Digital Maturity Model.

 

Sem comentários

Deixe seu comentário

Quer saber se sua empresa tem maturidade digital para competir?

SOLICITE SUA AVALIAÇÃO AGORA!