O título é do post de Lori Alcala, publicado na CMSWire.com, o qual passo a tradução integral abaixo. Mas antes, cabe sempre ressaltar o que nós, da Conectt, temos “martelado” nos últimos meses com alguns de nossos clientes…

Todo mundo sabe que o Marketing Digital se apoia em uma evolução constante de tecnologia de software. Mas que uma revolução do marketing baseado nas tecnologias emergentes de big data, internet das coisas, BI/analytics e outras está em curso, nem todos se deram conta ainda ou, pelo menos, não registraram a importância disso.

Grandes corporações de software, como IBM e Oracle, já foram as compras e estão fazendo o dever de casa, integrando a tecnologia de marketing com a tecnologia da informação, gerando valor para seus clientes. Ao mesmo tempo emergentes com HubSpot e Marketo vem ganhando terreno por sua facilidade de implementação e resultados obtidos por seus clientes.

E assim o marketing evolui, misturando big data com personalização, afinal esse é o grande desafio: tratar você como único em meio à milhões. E isso, não dá para ser do jeito antigo, não é!?

Bem, e para voltar ao post de Lori Alcala… o gancho é que ainda muitas ações ou campanhas são feitas do modo antigo… usando um Access, Outlook, etc… dai a associação de Microsoft com marketing, abaixo:

Quando o assunto da conversa é tecnologia de marketing digital, você tem a expectativa de que a Microsoft se torne um dos líderes de venda?

A última pesquisa realizada pela ChangeWave Research, nos traz informações surpreendentes sobre isso, assim como investimentos em companhias de softwares interessantes.

Para começar, 28% dos 1.044 compradores de software pesquisados identificaram a Microsoft como um fornecedor de tecnologia de marketing digital que atualmente usam ou planejam utilizar nos próximos seis meses – um resultado inalterado desde a última pesquisa em julho de 2014.

Matt Mullen, analista sênior de social business da 451 Research, nos explica por que:

Hot Digital Tools

“Os resultados mostram uma performance consistente da Microsoft como um vendedor desse tipo de tecnologia, mesmo sem possuir um produto especifico de marketing digital”, ele diz.

Mesmo com muitas opções de tecnologia para marketing digital disponíveis no mercado, muitas empresas pequenas e médias estão satisfeitas com a combinação de ferramentas Microsoft. Os pesquisadores apontaram que uma combinação de Word, Outlook e Exchange pode criar perfeitamente um sistema de controle de campanhas de e-mail.

“Os números referenciando os programas tradicionais da Microsoft e suas funções, tais como Word Mail Merge usando bases de dados Access, sugerem que as ferramentas de marketing digital estão bem menos avançadas do que muitos vendedores e analistas gostariam que você acreditasse.”

De acordo com a pesquisa, que reflete também o Quadrante Mágico do Gartner para o Marketing Digital, a Salesforce é um dos principais provedores de software para marketing digital, com 30% de intenções de uso ou planejamento de uso nos próximos seis meses, contra 1% da pesquisa anterior. Veja o gráfico:

Digital-tecnologie-marketing-vendors

A Adobe vem atrás da Microsoft, com 19% (também com 1% em julho passado), seguido da Constant Contact com 16%.

Talvez supreendentemente, a Oracle mostrou o maior salto com 15% das respostas identificando a companhia sua plataforma atual ou planejada para marketing digital – seis pontos acima da pesquisa anterior.

Mullen aponta o sucesso de reposicionamento da marca e suas aquisições no mercado de marketing digital como os motivos do salto da Oracle na pesquisa.

“Os compradores não se referenciam mais as companhias compradas,” ele disse. “Os usuários de Silverpop estão identificando a IBM (que subiu de 7% para 13% na pesquisa), assim como usuários do Eloqua identificam a Oracle como seu vendedor.”

A IBM comprou a Silverpop em maio de 2014 e a Oracle comprou a Eloqua em fevereiro de 2013.

Tão mal entendido

Olhando para trás, no cenário de marketing digital, a pesquisa mostra um incremento baixo na taxa de adesão no geral, com 17% dos pesquisados afirmando que vão continuar usando a tecnologia atual de marketing digital pelos próximos seis meses e 7% afirmando que vão começar a usar pela primeira vez.

A gritante maioria (59%) não tem planos de usar tecnologia de marketing digital nos próximos seis meses, enquanto 17% não tem certeza.

E não é falta de entendimento sobre a importância dessas ferramentas. Na verdade, a pesquisa mostra que os usuários avaliam a importância dessa tecnologia em 7,2 em uma escala de 10 pontos (com 10 sendo o mais importante).

Mullen atribui esses resultados a uma necessidade de mais educação sobre como essas ferramentas podem ajudar os marqueteiros.

Ele cita exemplos como a Hubspot, Infusionsoft e Mailchimp como empresas que são bons em reconhecer que os seus principais clientes não são os marqueteiros especializados. Ao contrário, eles posicionam seu software como simples de adotar e de usar.

“Sabemos da importância do assunto, mas o entendimento não está se traduzindo em um plano imediato para comprar”, concluiu. “Precisamos preencher essa lacuna, e mostrar aos clientes como eles são capazes de usar esta tecnologia é uma parte importante do que os fornecedores precisam fazer neste ano.”

Texto original: http://bit.ly/1ECaA1p