No que diz respeito às plataformas de automação de marketing, muito se questiona qual é a melhor para gerar leads, quando, na verdade, não há como eleger uma favorita. Ora, cada uma delas apresenta características que podem ser mais ou menos adequadas ao perfil de seu projeto de marketing e à sua empresa.

Escolhendo sua plataforma

Sua decisão deve ser baseada na que apresenta as ferramentas que você necessita para a execução de suas operações e se enquadra em seu orçamento. Afinal de contas, você não quer pagar mais caro e obter funções que você não precisa, assim como precisar contratar outros serviços por ter optado por um plano insuficiente pensando apenas na questão financeira, não é mesmo? Que tal analisarmos as diferentes funções dos principais softwares de automação de marketing?

HubSpot – planejamento completo de Inbound Marketing

Prós: Ferramenta muito popular pela diversidade de utilitários que oferece. O HubSpot apresenta todas as ferramentas que você precisa para um projeto de Inboud Marketing (conceito criado por eles mesmos). Ou seja: plataforma de conteúdo para blog, gestão de Landing Pages, automação de e-mail marketing e redes sociais, entre outros. Contras: É comumente criticado por oferecer “de tudo, muito pouco”, ou seja, uma gama vasta de soluções que podem não ser suficientes. Ideal para empresas e projetos de médio porte.

IBM Marketing Cloud – ferramenta completa e organizada

Prós: um dos serviços mais completos de automação de marketing, o IBM Marketing Cloud destaca-se pela sua capacidade de organizar tarefas. Com seus recursos, fica muito mais fácil gerenciar uma agenda lotada, administrando tempo e mão de obra. Além disso, possui bons canais de comunicação automatizada com clientes. Seu suporte também costuma arrancar elogios. Contras: Incrementos em serviços extraordinários ao que o IBM Marketing Cloud oferece costumam exigir acoplamento de soluções externas a ele.

Marketo – aprofundamento em marketing automation:

Prós: Ao contrário do Hubspot, o Marketo apresenta menos funcionalidades, porém é mais sofisticado em suas operações, principalmente na geração e dados ricos dos usuários para equipe de vendas e e-mail marketing. Contras: Apesar de seus recursos didáticos, o caráter avançado do Marketo o torna pouco interessante a usuários cujas necessidades sejam menos específicas. É excelente, em contraponto, para projetos em que o operador queira evoluir as operações de automação de marketing utilizando das funcionalidades da plataforma. Seu preço também pode ser salgado para pequenos projetos.

Eloqua – automação de e-mail e didática diferenciada

Prós: O Eloqua se destaca por um caráter didático que incentiva seus usuários a evoluírem gradualmente de acordo com a utilização da plataforma. Além disso, se seu projeto concentra esforços em CRM, o Eloqua é a ferramenta para você. Nenhuma outra plataforma apresenta opções tão completas em automação de e-mail marketing. Contras: Assim como o Marketo, os preços do Eloqua podem assustar. Sua base de público são empresas de grande porte. Por isso, seja cauteloso ao encaixa-lo no orçamento de sua empresa. Recentemente, a plataforma vem desenvolvendo pacotes mais populares que podem ser mais interessantes.

RD Station – ferramenta nacional em franco crescimento

Prós: 100% nacional, e ainda em processo de evolução, o RD Station ainda é bastante básico, tendo como diferencial seu serviço de atendimento. É mais adequado para projetos e empresas de pequeno ou médio porte. Seu preço é igualmente adequado para tais empresas. Contras: Seus “contras” estão bastante associados a seus “prós”. Por estar em seus passos iniciais, o RD Station ainda oferece serviços bastante limitados. Não há, por exemplo, uma plataforma de produção de conteúdo, como no Hubspot. Projetos mais ambiciosos, portanto, podem ser melhor efetivados com uma ferramenta mais completa.