A geração de leads é indiscutivelmente importante na conquista de possíveis clientes, porém, não pode ser tratada como um objetivo final. Sem o planejamento necessário entre as equipes de marketing e de vendas, todo esforço realizado na transformação de um lead em cliente pode ser em vão, gerando inclusive um clima de rivalidade entre os funcionários. É como uma equipe de futebol: de nada adianta ter um time cheio de craques que cumprem suas funções isoladamente mas não sabem ser efetivos coletivamente. Se não há entrosamento entre todas as partes, não há gol. Sem gol, não há vitória. Como forma de otimizar a relação entre os dois setores, evitando que estes “batam cabeça”, surgiu o Smarketing – aglutinação dos termos “sales” (“vendas”) e “marketing –, conjunto de ações que possibilitam uma consonância maior entre ambos, aumentando a possibilidade de que os leads sejam efetivamente traduzidos em vendas.

É hora de trabalhar em equipe

Lembre-se possível-cliente não é cliente. É essencial que o setor de marketing repasse as informações de maneira arrojada, deixando o vendedor “na cara do gol”. Sem este trabalho em equipe, arrisca-se inutilizar todos os esforços dedicados previamente para que este usuário chegasse neste nível de engajamento. Para aumentar a efetividade da equipe, o compartilhamento de metas e visões estratégicas pode eliminar falhas de comunicação durante o momento decisivo da conquista do cliente, como foi dito no primeiro episódio do Marketingmática – Tensão entre Marketing e Vendas.

Por onde começar?

O método de um plano Smarketing não segue uma fórmula fixa, pelo contrário, pode variar de acordo com o perfil da empresa e de seus empregados, mas há algumas práticas constantes em sua aplicação: Promova a comunicação: parece óbvio, mas muitas empresas mantém os setores isolados uns dos outros. O primeiro passo para criar um alinhamento é gerar canais de feedback. Não leve para o lado pessoal: um canal de diálogo só funcionará se for encarado de maneira saudável e construtiva. Todo feedback deve ser embasado por dados que comprovem a tese defendida. A partir daí, é natural que os leads entregues aos vendedores sejam qualificados. Menos rusgas, mais efetividade! Acordo de rendimento: com a abertura de canais de diálogo e a qualificação dos leads, é hora de aplicar o Service Level Agreement (Acordo de Nível de Serviço, no português), sistema que consiste na criação de metas retroativas entre marketing e vendas: o primeiro se compromete a entregar um número x de leads e o segundo a vender um número y.

As ferramentas estão aí, basta saber usá-las

Um acompanhamento qualificado das práticas de ambos os setores pode potencializar a efetividade da parceria entre marketing e vendas. Para isso, ferramentas tecnológicas se apresentam como valiosos aliados. Por exemplo, através da utilização do HubSpot, você pode monitorar a ação desde a produção do conteúdo do Inbound marketing até a concretização de vendas e parcerias, possibilitando uma análise estratégica mais apurada do projeto como um todo.

Benefícios visíveis

Além de garantir o sucesso de sua empresa, as estratégias do Smarketing vão melhorar a relação entre dois setores fundamentais de sua empresa, gerando um clima de cumplicidade e compreensão entre áreas muitas vezes vistas como opostas entre si. Claro que tudo começa pelo lead, portanto de uma conferida no Checklist para Geração de Leads, um recurso que vai ajudar você a organizar o seu site, gerar mais tráfego e atrair mais leads.